NOTÍCIAS


Voltar

ATENÇÃO: saiu o edital do TJMG

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) publicou hoje, no Diário Judiciário eletrônico, o Edital 1/2017, para o preenchimento de vagas e formação de cadastro de reserva na Justiça de 1ª Instância. Atualmente o TJMG está com 2.800 cargos vagos. E apesar do concurso oferecer, para provimento imediato, dez vagas para o cargo de oficial de apoio judicial – classe D, de nível médio, e cinco para o cargo de oficial judiciário – classe D, na especialidade de comissário da infância e da juventude, também de nível médio, a quantidade de convocados deve ser bem maior. Pois no próprio Edital fala-se em convocar 3.500 candidatos para a prova prática (item 17.3). Se fossem convocar somente 15 candidatos não precisariam de mais de 30 fazendo a prova pratica. E no último concurso, foram nomeados 1.085 candidatos aprovados.
 
A novidade deste edital é que os candidatos aprovados poderão ser nomeados, pelo cargo/especialidade em se inscreveram, para atuar em qualquer uma das comarcas de Minas Gerais, de acordo com a ordem de classificação. A definição da comarca onde será preenchida a vaga atenderá às necessidades e prioridades do TJMG. A inscrição, que deverá ser feita exclusivamente pela internet, custa R$ 60 e estará aberta das 14h do dia 19 de junho de 2017 às 17h do dia 28 de julho de 2017. Os pedidos de isenção da taxa de inscrição deverão ser feitos de 19 a 21 de junho.
 
Provas
 
As provas de múltipla escolha (língua portuguesa, noções de informática, noções de direito e atos de ofício), com 80 questões, serão aplicadas em 24 de setembro de 2017, das 14h às 18h, nas cidades de Belo Horizonte, Diamantina, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha. Para o cargo de oficial de apoio judicial, haverá também prova prática de digitação, de caráter eliminatório, que será aplicada apenas em Belo Horizonte, em data, local e horário a serem divulgados posteriormente. O concurso é promovido pela Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef), por meio da empresa Consulplan.
 
O salário-base para os cargos é de R$ 3.457,01, para uma jornada de 8 horas diárias e 40 horas semanais. A inscrição será feita pelo cargo/especialidade, e o candidato não poderá concorrer para mais de um deles.
 
Vagas
 
Conforme previsto em lei, 10% das vagas por cargo/especialidade serão reservadas aos candidatos com deficiência, incluindo os que apresentam transtorno do espectro autista. Outros 20% das vagas serão reservadas a negros. O concurso terá validade de dois anos, contada da data de publicação da homologação, podendo ser prorrogado uma vez por mais dois anos.
 
Faça a sua inscrição pelo endereço eletrônico www.consulplan.net. Antes disso, confira a íntegra do Edital 1/2017. Informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 2834628,das 8h às 17h30, ou pelo e-mail [email protected] 
 
Com informações do TJMG.
 
Confira o edital clicando aqui.

outras notícias
Depoimentos
  • Sarah de Mattos Oliveira, Arquiteta, 24 anos, aluna do Curso Logos há 1 ano e 2 meses. Metódica e organizada, é assim que Sarah se julga. Qualidades que contribuíram para passar no concurso de Auditor Fiscal do Trabalho. Atribui seu sucesso às 10 horas de estudo fora o tempo que estava no curso. Freqüentadora assídua dos sites que fornecem provas de concursos anteriores, Sarah acredita que conhecer a Banca é importante e que traz segurança na hora da prova. ¨O mais interessante é que, mesmo sendo formada em Arquitetura, me identifiquei com todas as disciplinas deste concurso e isso me ajudou, pois gostava de estudar. Sempre tive esperança que ia passar”.

  • João Paulo Santos Leonel, 27 anos, 1º Lugar de Minas no TRE-MG. Formado em Filosofia, trabalhava como GARÇOM de quinta a domingo em um bar e aos domingos servia almoço em um restaurante. Começou tendo que conciliar o trabalho com os estudos. Um tempo depois, quando percebeu que havia formado uma boa base, pediu demissão e ficou só estudando. Com isso, conseguiu passar no concurso do TRE/MG. Sempre estudou no Logos, onde seu irmão, Geraldo Edson Leonel Jr, também foi aluno e passou em 1º lugar no concurso do STM, que só tinha uma vaga. O maior incentivo para quem acha que passar em concurso não é possível e que não existem regras, nem “ditados”, afinal, João Paulo não cursou Direito, nem Economia, ou qualquer outro curso que o preparasse melhor para concursos! Além do mais, formar em Filosofia e trabalhar à noite pesariam, com certeza, na cabeça de qualquer pessoa que não tivesse a CORAGEM que ele teve de ACREDITAR que É POSSÍVEL SIM, PASSAR EM UM CONCURSO.

  • Ana Clara Zimmermmann Fonseca, 21 anos, 7º lugar na Polícia Rodoviária Federal. Estava cursando Administração na UFJF. Iniciou seus estudos no Logos e passou no 1º concurso que fez. Encontrou apoio na família, tanto emocional como financeiro, o que ela acredita ter sido de extrema importância para sua vitória. Nunca deixou de fazer exercícios físicos, pois sempre achou que ficava mais animada, feliz e sem stress. Jamais desanimou, às vezes chegou a pensar na dificuldade que é passar em um concurso tão concorrido, com matérias que ela inclusive nunca havia visto, como: Direito, Informática, Legislação de Trânsito..., mas com CALMA, DEDICAÇÃO, MUITA VONTADE  e a ajuda de DEUS conseguiu ser aprovada. Sentiu  uma “SENSAÇÃO MARAVILHOSA”, de Dever Cumprido.