NOTÍCIAS


Voltar

Resiliência e Reprovação: fases do caminho para a Aprovação!

Luiza Guedes Ferreira

 

Olá pessoal! Meu nome é Luiza, sou professora de Contabilidade e Direito Tributário aqui no Logos Concursos e hoje resolvi conversar um pouco com vocês sobre as reprovações desse mundo dos concursos.

Vocês poderiam pensar: “Mas Luiza, logo no seu primeiro artigo você irá falar sobre reprovação?”

E minha resposta é um sonoro sim. É importante não transformarmos a reprovação em tabu, mas sim falarmos dela como uma etapa do processo que precisa ser superada.

Decidi falar sobre esse assunto por dois contextos diferentes. O primeiro contexto está direcionado àqueles que estão iniciando sua preparação, como forma de prepara-los para essa caminhada que não é fácil, mas, se encarada de uma forma saudável, trará muitas alegrias. O segundo contexto refere-se àqueles que já estão na caminhada dos concursos e passaram por uma reprovação recentemente, estando com dificuldades para recomeçar.

Todos aqueles que já viveram uma reprovação sabem como é difícil conferir o gabarito e perceber que, mais uma vez, a sua pontuação não foi o suficiente para alcançar a tão sonhada aprovação. É normal chorar por alguns dias, se revoltar e gritar que essa vida não é para você. Mais comum ainda é procurar culpados para justificar todo sofrimento.

Os dias passam, as culpas são distribuídas, e em um determinado momento você percebe que você continua sendo o único responsável por qualquer mudança na sua vida. Chegou a hora de juntar os cacos e recomeçar.

É preciso perceber que a forma de encarar a reprovação, atrasa ou adianta a sua aprovação. Quanto antes você se levantar da queda, mais próximo você estará da posse em seu sonhado cargo. Aqui, é importante citarmos sobre a resiliência, entendida como a capacidade do indivíduo de superar os obstáculos e alcançar seus objetivos.

Portanto, caso essa seja a sua situação, busque desenvolver sua resiliência, use a reprovação como uma alavanca que te impulsionará para o sucesso, encarando-a como um aprendizado do que fazer diferente da próxima vez. Chegou a hora de analisar os erros cometidos, analisar as escolhas feitas e mudar o que precisa ser mudado.

Acredite em seu potencial e tenha certeza de que você é capaz de alcançar todos os seus sonhos! Lembrem-se dos motivos que te fizeram iniciar essa jornada, e sigam firmes! Estamos juntos nesta caminhada!

outras notícias
Depoimentos
  • Sarah de Mattos Oliveira, Arquiteta, 24 anos, aluna do Curso Logos há 1 ano e 2 meses. Metódica e organizada, é assim que Sarah se julga. Qualidades que contribuíram para passar no concurso de Auditor Fiscal do Trabalho. Atribui seu sucesso às 10 horas de estudo fora o tempo que estava no curso. Freqüentadora assídua dos sites que fornecem provas de concursos anteriores, Sarah acredita que conhecer a Banca é importante e que traz segurança na hora da prova. ¨O mais interessante é que, mesmo sendo formada em Arquitetura, me identifiquei com todas as disciplinas deste concurso e isso me ajudou, pois gostava de estudar. Sempre tive esperança que ia passar”.

  • João Paulo Santos Leonel, 27 anos, 1º Lugar de Minas no TRE-MG. Formado em Filosofia, trabalhava como GARÇOM de quinta a domingo em um bar e aos domingos servia almoço em um restaurante. Começou tendo que conciliar o trabalho com os estudos. Um tempo depois, quando percebeu que havia formado uma boa base, pediu demissão e ficou só estudando. Com isso, conseguiu passar no concurso do TRE/MG. Sempre estudou no Logos, onde seu irmão, Geraldo Edson Leonel Jr, também foi aluno e passou em 1º lugar no concurso do STM, que só tinha uma vaga. O maior incentivo para quem acha que passar em concurso não é possível e que não existem regras, nem “ditados”, afinal, João Paulo não cursou Direito, nem Economia, ou qualquer outro curso que o preparasse melhor para concursos! Além do mais, formar em Filosofia e trabalhar à noite pesariam, com certeza, na cabeça de qualquer pessoa que não tivesse a CORAGEM que ele teve de ACREDITAR que É POSSÍVEL SIM, PASSAR EM UM CONCURSO.

  • Ana Clara Zimmermmann Fonseca, 21 anos, 7º lugar na Polícia Rodoviária Federal. Estava cursando Administração na UFJF. Iniciou seus estudos no Logos e passou no 1º concurso que fez. Encontrou apoio na família, tanto emocional como financeiro, o que ela acredita ter sido de extrema importância para sua vitória. Nunca deixou de fazer exercícios físicos, pois sempre achou que ficava mais animada, feliz e sem stress. Jamais desanimou, às vezes chegou a pensar na dificuldade que é passar em um concurso tão concorrido, com matérias que ela inclusive nunca havia visto, como: Direito, Informática, Legislação de Trânsito..., mas com CALMA, DEDICAÇÃO, MUITA VONTADE  e a ajuda de DEUS conseguiu ser aprovada. Sentiu  uma “SENSAÇÃO MARAVILHOSA”, de Dever Cumprido.

Whatsapp